Como Curar Aftas na Língua

As aftas podem aparecer em praticamente todas as partes da boca, sendo mais comum surgirem na língua, embora não raro acometam os lábios, gengiva e até mesmo a garganta e outras zonas mais internas da cavidade oral. Elas se caracterizam por úlceras (lesões ovais) esbranquiçadas (ou amareladas), rasas e que não apresentam pus, nem bactérias ou outros sinais de infecção. A seguir você irá conferir algumas dicas sobre como curar aftas na língua e se livrar dos sintomas inconvenientes.

As aftas podem aparecer isoladas, de tamanhos variados, ou serem múltiplas. Embora sejam mais comuns na pré-adolescência, adolescência e em jovens adultos, as aftas podem acometer quaisquer pessoas. É normal que sejam dolorosas e que atrapalhem o dia a dia dificultando os hábitos de comer, falar e beijar, entre outros.

Quanto a sua duração, a média e que fiquem na boca de uma a duas semanas e depois de curada não costuma deixar marcas. Quando as aftas estão próximas aos dentes podem demorar mais para se curarem, já que é comum machucá-las diversas vezes. Já as chamadas aftas major, que possuem mais de um centímetro e são profundas podem demorar até seis semanas para desaparecer, podendo resultar em cicatrizes.

Enquanto isso, as múltiplas chamam-se herpetiforme, quando se tornam uma lesão grande, podendo até mesmo estarem acompanhadas de linfonodos no pescoço (ínguas) e, por vezes, de febre baixa e mal estar. Já que elas costumam se curar sozinhas, o mais adequado é tratar elas no sentido de aliviar os sintomas.

Como curar aftas na língua ou reduzir os sintomas

As aftas por si só não tem cura, pois em geral estão associadas a outros quadros. Assim, é preciso descobrir qual a sua causa e tratá-la. Nesse meio tempo, pode-se limpar a região afetada pela afta com um algodão embebido num anestésico como a lidocaína viscosa. O produto é eficaz para fazer gargarejos também.

A carboximetilcelulose (sal de sódio) também pode ser aplicada na área para amenizar o incômodo. Sementes de cipreste é uma dica de remédio natural, sendo que para usar é preciso ferver 10 sementes num jarro de barro, sem o lavar com sabão, apenas com água, depois, gargarejar três vezes ao dia, o que ajuda a cicatrização da afta.

Outra dica caseira é misturar bicarbonato de sódio com água e passar sobre as aftas com cuidado e deixar agir por cinco minutos. Você também pode fazer bochechos com uma solução contendo um litro de água e três colheres de sopa de sal aquecida, que pode ser usada quatro vezes ao dia.

Diluir água oxigenada em água comum e aplicar com cotonete diretamente na afta funciona. Para completar o tratamento, em seguida, coloque uma pequena quantidade de leite de magnésia na afta. Repita o procedimento quatro vezes por dia. Para não piorar os sintomas, evite comidas apimentadas e muito condimentadas, bem como o contato direto com álcool ou bicarbonato em pó puro.

Sintomas da afta

O principal sintoma da afta é o surgimento de lesões na boca sem pus, de cor esbranquiçada ou amarelada, sendo que em alguns casos, mais raros, a pessoa pode ser acometida ainda por febre, desconforto geral, ansiedade e inchaço nos linfonodos. A dor é comum mesmo nas aftas mais simples, sendo que em até 10 dias deve passar, mas até 15 dias para que melhore completamente.

Causas das Aftas

Existem várias causas que resultam na formação das úlceras na boca, em alguns casos, é difícil determinar. No entanto, o mais comum é que seja consequência de infecções virais, problemas no sistema imunológico, tratamentos odontológicos, escovação inadequada e de mordidas na língua ou nas bochechas.

As aftas também podem ser desencadeadas por estresse emocional, menstruação, alergia a alimentos, cansaço e deficiência de minerais e vitaminas, como vitamina B12 e C, zinco, ferro e ácido fólico. O Helicobacter pylori (bactéria que causa úlcera gástrica), pastas de dentes que contenham sódio-lauril-sulfato, refluxo gastroesofágico, anti-inflamatórios e alguns alimentos, como café, chocolate, abacaxi, refrigerantes e tomate também podem desencadear o problema.

Alguns hábitos podem causar aftas, como o de fumar e deitar pouco tempo depois da última refeição. Além disso, percebe-se que mulheres apresentam mais aftas, sendo que podem ter origem hereditária. Porém, não são contagiosas. Mantenha sempre a boca bem higienizada.

Remédios para reduzir a dor provocada pela afta

Em alguns casos, o médico ou dentista pode prescrever um colutório de tetraciclina. Quando os casos de aftas são frequentes, os profissionais da saúde receitam também uma pomada de corticosteróides para aplicar diretamente sobre as aftas graves e para os casos agudos um culutório bucal de dexametasona ou comprimidos de prednisona.