Gengiva Inflamada

Quando as suas gengivas começam a sangrar é bem provável que você esteja com gengivite, sendo urgente tomar providências, pois o problema pode evoluir para doenças mais graves, além de provocar a retração das gengivas, mau hálito crônico e até mesmo a perda dos dentes.

A gengivite é classificada como uma doença periodontal, ou seja, quando existe infecção ou inflamação na cavidade bucal que pode eliminar os tecidos que sustentam os dentes, inclusive as gengivas, ossos alveolares e ligamentos periodontais.

Entre as principais causas de uma gengivite estão falta de higienização da boca adequada, consumo de alimentos duros e o hábito de fumar. Uso de narcóticos, alterações hormonais (como na gravidez, puberdade e no início da vida adulta), herança genética, diabetes não controlada e doenças funcionais (AIDS, entre outras) também podem desencadear uma gengivite.

Mesmo uma escovação excessiva ou limpeza com fio dental vigorosa podem causar o problema. O mesmo pode acontecer quando os dentes são desalinhados, existem pontas de obturação ásperas ou aplicações bucais mal encaixadas ou mal limpas (aparelhos, dentaduras, pontes e coroas), uma vez que esses quadros podem irritar as gengivas, inflamando-as.

Medicamentos como fenitoína e pílulas anticoncepcionais, além de metais pesados, como chumbo e bismuto, também são outros motivos associados às gengivites. Além disso, o grau do problema varia de pessoa para pessoa, o que vai depender da causa do problema. Mesmo tratada, a gengivite pode reaparecer com frequência, pois exige cuidado permanente.

No caso da ausência de uma escovação completa, a gengivite pode aparecer devido ao excesso de placas bacterianas nos dentes (acúmulo de resíduo de alimentos, criando um ambiente ideal para as bactérias). As placas se desenvolvem nas partes expostas dos dentes e causam outros problemas, como as famosas cáries.

Quando a placa não é removida, ela endurece e ganha o nome de tártaro, que se prenda à base do dente. A partir disso, a placa e o tártaro inflamam as gengivas e as bactérias e as toxinas desenvolvidas na região infeccionam as gengivas, deixando-as inchadas e sensíveis.

Sintomas da Gengiva Inflamada

Além do sangramento nas gengivas que caracteriza mais facilmente o problema e que acontece quando os dentes são escovados, principalmente, outros sintomas da gengivite são as gengivas com aspecto avermelhado e arroxeado. As gengivas também podem estar sensíveis somente ao toque, apresentar lesões na boca, gengivas inchadas e mesmo com aspecto brilhoso.

Tratamento da Gengivite

O tratamento depende do grau em que a gengivite está, quando a gengiva apresenta coloração escura, está inflamada, o que se pode identificar pelo inchaço e dor, o melhor é buscar o quanto antes a ajuda de um dentista. O profissional tem os instrumentos adequados para remover toda a placa bacteriana que está penetrada no tecido fibroso.

Para que o problema não volte, entretanto, é preciso manter uma rotina de higiene bucal para que a placa não se forme novamente, no caso do motivo da gengivite ser a má escovação, o que geralmente é a causa mais frequente. É preciso escovar os dentes, sem força, depois de todas as refeições, todos os dias e, ao menos uma vez por dia, usar o fio dental em todos os dentes.

Enquanto a sua consulta com o dentista não acontece, você pode amenizar a dor provocada pela gengivite com bochechos de água salgada ou água oxigenada, adicionando uma colher de chá num copo de água. Ambos os ingredientes também matam as bactérias das placas formadas entre os dentes.

Outra dica é colocar um saco de gelo sobre a face, na zona onde as dores estão mais fortes. Além de reduzir o inchaço, o gelo serve como anestesiante. O mesmo você pode fazer com um saquinho de chás preto ou de camomila úmido, já que o ácido tânico que possuem vai diminuir o inchaço e frear o sangramento.

Você também pode usar óleo de cravinho-da-índia ou gel para os dentes dos bebês se os sintomas da sua gengivite estiverem muito fortes. O bicarbonato de sódio misturado em água para formar uma pasta também ajuda, matando os germes, mas não coloque muito bicarbonato na mistura.

Prevenção de gengiva inflamada

Quem tem propensão à gengivite pode prevenir o problema usando o fio dental sempre depois das refeições, além de ter uma escovação diária, sempre depois de comer. Em casos específicos, o dentista pode recomendar o uso de acessórios especiais para a escovação, a fim de evitar as placas.