Leucócitos Altos e Baixos

Os leucócitos são os também chamados glóbulos brancos, que têm a função no organismo referente a defendê-lo contra possíveis vírus que o acometam, infecções e demais agentes externos que podem ameaçar a saúde. No entanto, para que os leucócitos trabalhem de forma adequada, é preciso que estejam em quantidade suficiente no sangue do indivíduo. Porém, o nível elevado de glóbulos brancos pode indicar enfermidade. O exame que avalia e diagnostica leucócitos altos é o leucograma.

Tipos de leucócitos

Os glóbulos brancos existem no organismo em seis variedades diferentes. Conheça cada uma delas:

  • Neutrófilos: são as células sanguíneas que existem em maior quantidade no sistema de defesa, tendo a função principal de combater as bactérias e fungos. Dessa forma, quando o seu nível está elevado no sangue pode significar uma infecção bacteriana.
  • Monócitos: também são conhecidos como macrófagos e defendem o corpo, principalmente, da ação dos micro-organismos invasores, “comendo-os”. Ou seja, são responsáveis pela fagocitose (consumir organismos estranhos). Suas vítimas favoritas são os vírus e as bactérias.
  • Linfócitos: atuam contra os vírus e tumores, além de produzir anticorpos. Assim, quando o seu nível estiver alto, pode indicar que existe HIV, infecção viral ou a rejeição de um órgão transplantado no indivíduo.
  • Eosinófilos: essas células só entram em ação quando existe uma situação de alergia e reações de hipersensibilidade, que acontecem na presença de um corpo estranho, como um parasita intestinal. Também realizam a fagocitose.
  • Basófilos: elas agem no mecanismo de defesa quando são identificados casos de alergia prolongada e inflamação crônica. São as menos abundantes e se comunicam com o sistema imunológico, a fim de liberar sustâncias como a serotonina e a histamina.
  • Segmentados ou bastões: são os neutrófilos bem jovens, que foram lançados no sangue para combater uma infecção aguda. Quando o seu índice estiver maior do que o normal no organismo passa a se chamar leucograma.

Leucócitos altos e baixos

O leucograma é a parte do exame de sangue que avalia a quantidade dos glóbulos brancos no sangue do paciente. Para um diagnóstico completo, ele indica o número de neutrófilos, linfócitos, monócitos, eosinófilos, basófilos e bastões ou segmentados presentes no sangue. Se o índice de leucócitos estiver alto, denomina-se leucocitose, mas se os valores estiverem baixos, o quadro se chama leucopenia.

Os valores de referência do leucograma variam conforme a faixa etária do paciente:

  • 1 dia de vida: Leucócitos totais: 9.000 a 30.000/mm3; Neutrófilos: 6.000 a 26.000/mm3, Linfócitos: 2.000 a 11.000/mm3.
  • 6 meses a 2 anos de idade: Leucócitos totais: 6.000 a 17. 500/mm3; Neutrófilos: 1.500 a 8.500/mm3; Linfócitos: 3.000 a 9.500/mm3.
  • 6 a 13 anos de idade: Leucócitos totais: 5.000 a 13.000mm/m; Neutrófilos: 1.800 a 8000/mm3; Linfócitos: 1.200 a 6.000/mm3.
  • Adultos: Leucócitos totais: 4.500 a 11.000/mm3; Neutrófilos: 1.800 a 7.700/mm3; Linfócitos: 1.000 a 4.800/mm3.

A leucopenia acontece quando os leucócitos são inferiores a 4.500/mm3, já a leucocitose, quando leucócitos são superiores a 11.000/mm3.

Causas de leucócitos altos

A leucocitose está relacionada a muitos casos, significando, em geral, que o corpo está combatendo um vírus ou uma infecção crônica ou temporária, mas também pode ser uma doença grave. O motivo do aumento dos glóbulos brancos é justamente para que eles possam combater o problema, que pode ser uma leucemia e tumores ou mesmo à infeções, vírus ou bactérias (podendo ser causados por uma simples gripes).

Outras razões para os níveis elevados de glóbulos brancos são anemia, reações alérgicas graves, doenças inflamatórias tais (como a artrite reumatoide) e doenças como sarampo, tosse convulsa e mielofibrose. As causas de leucócitos altos podem ser, ainda, estresse grave e mesmo o uso de medicamentos, drogas ou entorpecentes que provoquem o aumento do número de glóbulos brancos no sangue.

Tratamento para leucócitos altos

A melhor maneira de tratar os casos de leucócitos altos para que eles voltem ao nível normal é identificar a causa desse quadro e tratar o problema. Quando o paciente está com uma doença viral, bacteriana ou infeciosa é normal estar com os glóbulos brancos em maior quantidade e assim que houver a melhora os valores estabilizam.

Mas se não for um desses casos, é a forma do organismo dizer que algum problema mais sério está acontecendo. É preciso buscar ajuda média e avaliar os demais sintomas do paciente para chegar a um diagnóstico.