TSH Baixo – O que pode ser?

O TSH é o hormônio estimulante da tireoide e a sigla vem do termo em inglês – thyroid-stimulating hormone. Quando o TSH está baixo, significa que os níveis do hormônio na corrente sanguínea estão anormais, o que pode causar uma série de quadros clínicos, como é o caso do hipertireoidismo.

Quando o TSH está Baixo – O que pode ser?

Para entender melhor: a tireoide (glândula essencial em diversas funções do organismo) secreta os hormônios tiroxina (T4) e tri-iodotironina (T3) no sangue e a glândula pituitária (ou hipófase) os usa para regular a liberação de TSH. Assim, quando T4 e T3 estão em níveis elevados, por causa de uma função anormal da tireoide, há redução da produção de TSH, o que implica baixos níveis de TSH no sangue.

O T3 e o T4 controlam o metabolismo do corpo e, por isso, são responsáveis, entre outras funções, pelo gasto calórico, ganho de peso e temperatura corporal. Assim, quando existe pouco hormônio da tireoide, a hipófise aumenta a secreção de TSH, já quando há muito, existe uma redução de TSH, a fim de manter o equilíbrio do metabolismo.

Diagnósticos, exames e dosagem

É possível diagnosticar o TSH baixo em um indivíduo por meio de exames. Alguns deles são os de imagem da tireoide, produção da pituitária, absorção de iodo e medição dos níveis de hormônios da tireoide no sangue.

Quanto aos valores de referência, eles podem variar de acordo com o método e reagente usado no procedimento. Por isso, apenas profissionais capacitados devem avaliar os exames. De forma geral, os valores normais são os seguintes:

  • Prematuros (28 a 36 semanas): 0,7 a 27 mUI/L;
  • Até 4 dias: 1,0 a 39,0 mUI/L;
  • 2 a 20 semanas: 1,7 a 9,1 mUI/L;
  • 21 semanas a 20 anos: 0,7 a 6,4 mUI/L;
  • 21 a 54 anos: 0,4 a 4,2 mUI/L;
  • 55 a 87 anos: 0,5 a 8,9 mUI/L.

Causas e Sintomas

Entre as causas para o aumento da produção dos hormônios da tireoide e, por consequência, o TSH baixo, está a doença de Graves, um dos principais motivos para o indivíduo desenvolver um hipertireoidismo. Nódulos na tireoide e a doença de Plummer (bócio multinodular tóxico) também estão entre as causas.

Entre os sintomas do TSH baixo estão perda de peso, aumento da frequência cardíaca, sensibilidade aguçada a mudanças de temperatura e nervosismo. Além disso, o uso excessivo ou mesmo inadequado de hormônio tireoidiano exógeno, o qual é normalmente utilizado no tratamento do hipotireoidismo, também pode resultar em TSH baixo. O mesmo se deve ao uso de glicocorticóides, levodopa ou dopamina e a casos de estresse.

Por outro lado, o aumento dos níveis de TSH pode causar o hipotireoidismo primário, além de indicar o uso de lítio, propiltiouracil, metimazol ou mesmo contrastes radiográficos.

Hipertireoidismo

A tireoide é uma glândula que fica na parte inferior do pescoço, bem perto de onde começa o osso esterno, próxima à traqueia e ao lado da artéria carótida. O seu formato assemelha-se a uma borboleta de asas abertas e os seus hormônios liberados tem papel em diferentes funções orgânicas, inclusive, associadas ao bom funcionamento do cérebro, coração e outros órgãos.

Quando existe uma produção maior do que o normal de hormônios da tireoide, começa o hipertireoidismo, que é o mau funcionamento do organismo. O mesmo ocorre quando a produção está abaixo do normal, mas nesse caso, o resultado é o hipotireoidismo.

Entre os principais sintomas do hipertireoidismo estão irritabilidade, ansiedade, insônia, perda de peso sem perda do apetite, aumento da frequência cardíaca ou arritmias cardíacas, tremores nas mãos, retração das pálpebras, calor e suor em demasia, diminuição da força muscular, diarreia e redução do fluxo menstrual.

Conforme a causa do hipertireoidismo ou do outro problema causado pelo TSH baixo, o médico especializado vai prescrever o tratamento mais indicado. No entanto, pessoas de famílias onde já houve a doença podem preveni-la realizando o exame do TSH quando jovens.

Além disso, o bócio (nódulo na tireoide que faz aumentar o seu tamanho) pode ser prevenido ou mesmo causado pelo uso inapropriado do iodo. Ou seja, quando o corpo carece do mineral pode causar o boço e por isso existe a obrigação dos fabricantes de sal de cozinha de adicionar o iodo ao produto, porém, o seu excesso também é prejudicial.