Bicicleta Ergométrica Emagrece? Treinar e Perder Peso

Bicicleta ergométrica emagrece sim, pois é um exercício aeróbico. Se você tinha dúvidas sobre isso, saiba que é uma ótima atividade física e mesmo quem não tem esse tipo de bicicleta pode apostar em exercícios com as bikes comuns, de andar na rua. Porém, a vantagem da ergométrica, para quem tem ela em casa, é que pode pedalar sem se preocupar com o trânsito.

Já quem faz exercício na bicicleta ergométrica na academia possui a vantagem de estar ao lado de outros aparelhos, nos quais também poderá se exercitar e perder peso, como a esteira. Caminhar e correr são outros exercícios aeróbicos, os mais eficientes na hora de emagrecer, pois são de alta intensidade e realizados por um período de tempo maior. Outro benefício é que aumentam a frequência cardíaca.

Como emagrecer com a bicicleta ergométrica

Quem deseja apostar na bicicleta ergométrica para perder peso, entretanto, deve se exercitar com alguma regularidade. Além disso, é preciso ter um plano de treino, pois apenas começar a usar o aparelho até cansar não será benéfico para a saúde. Ou seja, se você não está muito acostumado com atividades físicas deve começar aos poucos e gradativamente aumentar a intensidade e duração dos treinos.

É fundamental respeitar os limites do seu corpo e nunca treinar até a exaustão. Além disso, é preciso regular a carga do trabalho da bicicleta ergométrica. A carga é medida pelo peso do aparelho, que se assemelha às marchas das bikes convencionais. Assim, quanto maior o seu peso, maior o efeito sobre os músculos das pernas e do bumbum que a bicicleta vai proporcionar.

Além disso, a queima de calorias também será maior, além de ajudar a modelar a silhueta. Cada bicicleta ergométrica tem o seu sistema, mas em geral, cargas de um a três surtem pouco efeito, já as cargas intermediárias, de quatro a seis, e as cargas pesadas, de sete a 10, são as mais eficientes.

A carga, entretanto, deve ser escolhida de acordo com o seu condicionamento físico. Outra dica para os iniciantes é não andar de bicicleta ergométrica todos os dias, escolha dias alternados para pedalar. Nos demais dias da semana, invista nos exercícios de baixa intensidade que ajudam a fortalecer os músculos, como os localizados e musculação, e não se esqueça de separar alguns dias para o descanso. Porém, é melhor se você puder pedalar sempre no mesmo horário. Para a ocasião tenha a mão uma garrafa de água.

Como treinar na bicicleta ergométrica

Numa academia a vantagem de usar a bicicleta ergométrica é que você terá o acompanhamento de profissionais capacitados para montar o seu treino. Em casa, você pode fazer isso sozinho, mas sempre cuidando para não extrapolar os limites. Uma dica é que no primeiro dia que usar a bicicleta ergométrica pedale o quanto consiga, mas sem chegar ao ponto de ficar muito cansado.

A partir de então, você vai aumentar esse tempo em 10%, a cada três dias, mesmo que tenha iniciado com apenas cinco minutos. Também é preciso calcular a sua frequência cardíaca de treino para trabalhar em segurança. O mais comum é usar a fórmula 220 – idade. Utilize 65% desse valor para o seu limite mínimo de batimentos cardíacos e 85% para o limite máximo.

Quem já possui um nível de condicionamento físico razoável na segunda semana já pode pegar mais pesado no treino. Uma dica é começar pedalando devagar, depois aumentar o ritmo, descer novamente e dar um pique mais rápido na sequência. Isso porque o treino com diferença de intensidade é o que promove a maior queima calórica, já que a pessoa costuma aguentar o exercício por mais tempo.

Dicas para usar a bicicleta ergométrica

Como na hora de iniciar qualquer atividade física, é importante que alongue o corpo antes de começar a usar a bicicleta ergométrica. O alongamento das pernas e braços vai aquecer os músculos, evitando dores e lesões posteriores. Eles devem ser feitos sem pressa.

Ao final da pedalada volte a se alongar, o que vai ajudar a relaxar os seus músculos. Você pode usar um gel para banco de bicicleta, que ajuda a deixar o assento mais confortável. Por fim, não se esqueça de regular a altura do banco, a fim de que quando estiver sentado seu pé esteja todo apoiado no pedal, mesmo quando estiver embaixo, devendo o joelho estar levemente flexionado.