Bronquite Asmática – Causas, Sintomas e Tratamento

Quem sofre de bronquite asmática é porque está com uma inflamação nos brônquios pulmonares, por onde o ar passa em direção aos pulmões. Em geral, essa situação é desencadeada devido a uma alergia, em especial, as de cunho respiratório, o que faz com que o problema também receba o nome de bronquite alérgica.

A bronquite pode, ainda, ser aguda, quando a sua duração é mais curta, e crônica, quando a sua permanência é prolonga e recorrente.

Causas da Bronquite Asmática

A bronquite asmática está relacionada às alergias respiratórias, sendo comum em pacientes que sofrem de doenças como asma ou rinite, e como a bronquite aguda, pode aparecer durante uma infecção viral respiratória. De começo, ela acomete o nariz, os seios da face e a garganta, para então, chegar e se espalhar pelos pulmões.

O paciente pode também adquirir uma infecção bacteriana secundária nas vias respiratórias. Assim, além do vírus, ele é acometido por uma bactéria que infectou as vias respiratórias. Nesse caso, a expectoração pode ser verde amarelada. É mais comum que a bronquite aguda se manifeste em bebês, crianças e idosos, bem como pessoas com doenças pulmonares e cardíacas, além de fumantes.

Já a bronquite crônica, que afeta o paciente a longo prazo, costuma ter como causa a poluição do ar, alergias, infecções e atividades profissionais em locais como minas de carvão, fábricas de tecidos ou onde é preciso lidar com grãos. Essas situações agravam a bronquite, tornando-a crônica. Nesse caso, a tosse do paciente produz muco excessivo, sendo ainda designada como Doença pulmonar obstrutiva crônica – DPOC.

Sintomas da Bronquite Asmática

Os sintomas podem acometer pessoas de qualquer idade. Embora nem todos os sinais do problema se manifestem em um mesmo paciente, entre os principais sintomas da bronquite asmática estão:

  • Dificuldade em respirar;
  • Falta de ar, mesmo sem esforço ou atividade leve;
  • Tosse com catarro;
  • Febre;
  • Sons audíveis durante a respiração (ronco ou chiado no peito);
  • Desconforto no peito;
  • Tosse com muco;
  • Fadiga;
  • Inchaço nos tornozelos, pés e pernas;
  • Pontas dos dedos e a boca ganham aspecto arroxeado – o que ocorre devido à falta de oxigênio no organismo;
  • Infecções respiratórias frequentes – gripes e resfriados.

Tem Cura a Bronquite Asmática?

A cura da bronquite asmática vai depender de identificar e eliminar a sua causa, geralmente, associada às alergias respiratórias. Conforme o caso, vacinas específicas, que devem ser indicadas pelo médico pneumologista podem levar à cura da alergia e por consequência da bronquite. No entanto, nem sempre isso é possível.

Tratamento para Bronquite Asmática

Depois que o médico especialista fizer o diagnóstico e avaliar que o paciente está com bronquite asmática, pode-se iniciar o tratamento. O diagnóstico é realizado por meio de observação dos sintomas, ausculta dos pulmões e testes, como o de espirometria e de alergia.

Quanto ao tratamento, existem remédios que tem a função de fluidificar as secreções e desinflamar a região afetada, o que vai facilitar a passagem do ar dos pulmões. O Ventilam e o Symbicort são alguns exemplos de fármacos prescritos, porém, o seu uso deve ser indicado e acompanhado por um médico.

Quando usados por conta própria, os medicamentos podem causar danos à saúde. Esses remédios funcionam como uma espécie de “bombinha”, sendo comum que o paciente a carregue para usar sempre que sentir necessário, ao começar a falta de ar. Já os antibióticos não costumam ser receitados, a não ser que a causa seja uma infecção bacteriana secundária.

Outro tratamento para a bronquite asmática é incluir fisioterapia ao processo de melhora, a fim de ampliar a capacidade respiratória. Já os exercícios respiratórios fortalecem os músculos envolvidos na respiração, sendo importante que o paciente os faça regularmente para prevenir crises e mesmo quando for acometido por uma.

Alguns hábitos ajudam a evitar crises de bronquite, veja quais são eles:

  • Não fumar;
  • Ingerir bastante líquido;
  • Manter o corpo descanso, dormindo bem;
  • Usar umidificador ou vaporizador no banheiro.

Cuidados

Remédios com ácido acetilsalicílico podem desencadear crises de bronquite, sendo recomendado usar fármacos sem essa substância em sua fórmula. Evitar comer queijo vai diminuir a formação de muco durante uma crise com tosse. Busque o quanto antes um médico para que o problema seja tratado mais cedo e não evolua, atingindo os pulmões. Quando estiver tossindo nunca faça uso de xaropes.