Efeito Rebote – O que é? Ação no Organismo e Dietas

Rebote significa “volta” e se aplica a diferentes momentos do dia-a-dia quando relacionamentos esse termo ao nosso organismo. Assim, refere-se ao resultado que acontece após uma ação inesperada e oposta ao estímulo que a originou. A lei da ação e reação, de Isaac Newton, explica bem como funciona o Efeito Rebote.

Efeito Rebote no Organismo

Quando nos referimos ao organismo, pode-se dizer que o Efeito Rebote é uma reação de defesa em certas situações, especialmente, naquelas em que houve uma mudança brusca. Isso em geral não é adequado a nossa saúde e, por isso, produz um efeito contrário ao que se é desejado. Porém, o Efeito Rebote funciona como um mecanismo de precaução e compensação a essas mudanças radicais, como um aviso.

Existem várias situações nas quais ele pode ocorrer. O uso de medicamentos inapropriados é um exemplo, por isso, quando se inicia um tratamento medicamento, uma dieta ou qualquer ou outra decisão alimentar é necessário conhecer os seus efeitos no organismo.

Efeito Rebote na Dieta

Quando errôneos, até mesmo os hábitos alimentares podem causar o Efeito Rebote. Um exemplo clássico é quando se ingere uma baixa quantidade de sal, embora não seja indicado o excesso de sal na alimentação, na medida certa ele deve estar em nosso organismo. Sem a dose necessária de sódio, o corpo começa a reter mais água, o que é uma maneira de se precaver de uma possível falta total de sódio. Isso resultaria em desidratação, alteração na viscosidade sanguínea e na pressão arterial, além de outros casos.

A ingestão insuficiente de sódio pode ocorrer em dietas restritivas, que permitem uma alimentação pobre em alguns nutrientes e vitaminas. Porém, com a retenção de líquidos do organismo, o que se consegue é apenas inchaço e não emagrecimento, causando o Efeito Rebote. Por isso, é preciso atentar para as dietas que se dizem milagrosas, mas alteram por completo o cardápio diário.

Nesse caso, outro problema da falta de sal é que quando o organismo finalmente o receber, o que vai ocorrer é o armazenamento de mais água ainda. Já as dietas pobres em carboidratos causam uma falta de energia para o corpo, pois essa substância é a maior responsável para que haja força mesmo para as atividades diárias.

Assim, o Efeito Rebote ocorre porque ao invés de emagrecer, já que o organismo parou de receber carboidratos, o que ocorre é que ele começa a armazenar gordura, sem que ocorra a perda de peso. Ou seja, o organismo sempre está se prevenindo, acumulando substâncias para que não falte no futuro.

O efeito rebote com as “dietas de emergência”

O “efeito sanfona”, por exemplo, quando se fala a respeito das dietas que emagrecem, mas depois a pessoa volta a ganhar os mesmos quilos perdidos, pode-se dizer que é um Efeito Rebote. Ele ocorre em especial quando o organismo passa por uma grande mudança em um curto espaço de tempo.

Nesse sentido, quem deseja emagrecer, o mais adequado é que faça uma reeducação alimentar, que vai permitir ao organismo se adaptar aos poucos com a sua nova dieta, sem que haja mudanças bruscas. O organismo vai aos poucos se preparando para a nova realidade: menos quantidade de alimentos, menos carboidratos, gorduras, etc, e sem a necessidade de privá-lo de algum nutriente ou vitamina, já que todos possuem a sua importância para o corpo.

O mesmo ocorre com os exercícios físicos, por mais importantes que eles sejam para o organismo, ainda mais quando o intuito é de emagrecer, não se podem extrapolar os limites individuais do corpo. Por isso, quando uma pessoa é orientada na prática de atividades físicas, inicia-se o processo com um roteiro mais leve, que aos poucos vai ficando mais puxado.

Efeito Rebote no Sono

No aspecto sono também pode haver o Efeito Rebote. Indivíduos que não dormem o suficiente, sendo que a necessidade varia conforme a faixa etária, mas que em geral gira em torno de oito horas diárias, podem sofrer as consequências do hábito errôneo.

Quem se priva de uma boa noite de sono não passa pela fase REM do sono. Ele se refere ao momento mais profundo, quando o indivíduo tem sonhos mais intensos e a atividade cerebral assemelha-se com a de quem está acordado. Quem dorme pouco, portando, acostuma o organismo a chegar à fase REM logo após adormecer, o que é muito antes do ideal.

Efeito Rebote com Antidepressivos

Os medicamentos, mesmo quando a pessoa segue o tratamento médico, podem causar o Efeito Rebote. Pense nos antidepressivos, é comum que os pacientes que o utilizam comecem a sentir os sintomas que o levaram ao tratamento depois de algum tempo.

O Efeito Rebote pode ocorrer duas a três semanas depois que surgem os sinais da abstinência ao antidepressivo. Essa síndrome de abstinência aparece até dias depois da interrupção do uso do antidepressivo e o rebote, portanto, pouco tempo depois. Assim, a pessoa volta a tomar o remédio e parece que nunca consegue se livrar dele, virando um círculo vicioso e quanto mais tempo fica no tratamento, mas difícil é de sair dele.

Efeito Rebote na Pele

Já a pele pode sofrer o Efeito Rebote quando é lavada em excesso. Isso provoca a perda da sua oleosidade e água naturais. Como compensação, as glândulas sebáceas produzem ainda mais gordura, deixando a pele com mais óleo. Por isso, pessoas com tendência à pele oleosa devem evitar ainda mais o excesso de enxagues. O ideal é que lave o rosto apenas três vezes por dia.

Também é indicado o uso de sabonetes desengordurantes e adstringentes sem exagero. Além disso, nem sempre é preciso lavar as mãos com sabonete, o qual tira a oleosidade natural da pele e no caso de dois ou mais banhos por dia, apenas o primeiro deve ser com sabonete, os demais o sabonete deve ser usado apenas nas partes íntimas.

Efeito Rebote na Glicemia

Hipoglicemia de rebote é um exemplo do Efeito Rebote na glicemia. Isto é, quando o indivíduo come uma grande quantidade de açúcar antes ou durante um exercício físico intenso. Isso provoca o aumento do nível de glicose no sangue e o corpo começa a liberar muita insulina para metabolizar esse açúcar, mandando-o para dentro das células.

Com o Efeito Rebote, é reduzido em muito o açúcar disponível no sangue, resultando em hipoglicemia.

Como Evitar o Efeito Rebote

Existem muitas formas de evitar o efeito, entre elas, a principal é não submeter o organismo a situações radicais. Também não elimine alimentos da sua dieta, a não ser aqueles que tenham excesso de sal, açúcar ou gordura. Não se atraia pelas dietas milagrosas, busque uma reeducação alimentar sem sofrimentos e privações. Um cardápio balanceado e saudável é a melhor opção. Não abuse de remédios, tenha orientação médica quando resolver usá-los e acima de tudo não seja sedentário.

Leave a Reply