Organelas Citoplasmáticas

As organelas citoplasmáticas são estruturas que compõem a células e que se encontram no citoplasma das células eucarióticas – as células humanas e de outros seres vivos. Veja quais são essas estruturasse e qual a função de cada uma delas para o organismo:

Quais são as organelas citoplasmáticas

organelas-citoplasmaticas

Retículo endoplasmático

Possui a forma de bolsas e tubos, com paredes organizadas de forma semelhante à membrana plasmática. O retículo endoplasmático se constitui em uma complexa rede de canais interligados, que pode ser classificado em rugoso (granular) e liso (agranular). Enquanto o rugoso possui sacos achatados, o liso tem estruturas membranosas tubulares.

Os dois tipos estão interligados e a transição entre eles ocorre de modo gradual. Essa organela citoplasmática similar a uma rede de distribuição de substâncias no interior da célula tem a responsabilidade de armazenar substâncias e o controlar a pressão osmótica do hialoplasma. Quando estiver na fase liso, a organela também produz lipídios, desintoxica o corpo (fígado) e atua na catalisação das reações químicas na célula. Quando rugoso, produz proteínas.

Complexo de Golgi

Também chamado de aparelho de Golgi. Assemelha-se a bolsas membranosas achatadas, sendo que a sua função é a de armazenar, transformar, empacotar e enviar as substâncias na célula. Também ajuda na secreção do ácido pancreátil e de enzimas digestivas, na produção de polissacarídeos e lipídios e na formação do acromossomo do espermatozoide. Mesmo assim, a secreção celular é a sua função mais importante.

Lisossomos

Essas organelas se originam do Complexo de Golgi. Os lisossomos contam com enzimas (mais de 50 tipos) que digerem variadas substâncias orgânicas, assim, atua na digestão intracelular. Para tanto, as partículas agarradas pelas células são dissolvidas em pequenas moléculas que cruzam a membrana do vacúolo digestivo, passando pelo citosol. Com isso, é possível fornecer energia à célula.

O lisossomo também realiza a autofagia, indispensável a qualquer célula, que consiste em digerir partes de si mesmas. Isso é necessário quando as reservas do corpo se esgotam e as células precisam comer a si mesmas para sobreviver.

Peroxissomos

Contam com enzimas digestivas, semelhantes aos lisossomos, como a catalase, responsável por tornar H2O2 (água oxigenada, formada na degradação dos aminoácidos e das gorduras) em H2O (água) e O2 (oxigênio). Essa transferência de hidrogênio tem a finalidade de quebrar ácidos em moléculas menores, para que entrem nas mitocôndrias.

Os peroxissomos encontrados no fígado são os principais responsáveis pela desintoxicação do álcool. Essa organela também possui outras enzimas em menor quantidade, que servem para degradar gorduras e aminoácidos.

Centríolos

São organelas no formato de dois cilindros que formam um ângulo reto entre si. Cada centríolo é formado por microtúbulos, que podem se autoduplicar. Suas atribuições são duas: divisão celular e formação tanto de cílios (estruturas numerosas e curtas) quanto flagelos (estrutura em pequeno número e longa). Eles servem para a locomoção ou para a captura de alimento.

Ribossomos

São grãos formados por ácido ribonucleico (RNA) e proteínas, onde acontece a síntese das proteínas, a qual é feita por meio da união entre aminoácidos, sendo o mecanismo controlado pelo RNA. Este é produzido no núcleo da célula, sob o comando do DNA. Além disso, o RNA comanda a sequência de aminoácidos da proteína.

Vacúolos

Os vacúolos digestivos armazenam os restos de digestão, formado por material não digerido e por enzimas. Assim, essa organela, ao final, expulsa esse material por meio da clasmocitose (eliminação de resíduos provenientes da digestão).

Mitocôndrias

Elas são responsáveis pela respiração celular, que é semelhante à queima controlada de substâncias orgânicas. Assim, a energia existente no alimento é gradualmente liberada e transferida para molécula de ATP. Ou seja, essas organelas produzem energia (ATP) a partir de processos metabólicos.

Cloroplastos

É um sistema complexo formado por pilhas de discos membranosos, onde estão presentes os fotossistemas, cada um deles constituídos por algumas moléculas de clorofila, assim, nessa organela ocorre fotossíntese, ou seja, a produção fotossintética dos carboidratos. Além disso, possuem um pigmento verde chamado clorofila.

Citoesqueleto

É uma organela citoplasmática formada por filamentos proteicos, como microtúbulos, os quais têm a função de manter o formato da célula. Para tanto, também precisa resistir à compressão. Já os microfilamentos mantêm a forma da célula, resistindo à tensão, enquanto os filamentos intermediários são responsáveis pela ancoragem do núcleo e outras organelas.