Pontos Cardeais e Colaterais

Os pontos cardeais e colaterais são as referências usadas para se localizar geograficamente, em qualquer lugar em que se esteja do mundo. A importância do uso dos pontos cardeais remonta desde os tempos das grandes navegações do período colonial, visto que esses referenciais também eram fundamentais para realizar as rotas comerciais e nos períodos de guerra.

Os pontos cardeais ainda são muito úteis, seja para ajudar aventureiros em trilhas ou em competições de rally. Embora seja possível se orientar no espaço geográfico através dos astros, como estrelas e planetas, e mais recentemente com o auxílio de recursos como o Sistema de Posicionamento Global (GPS), os pontos cardeais e colaterais são de grande importância, inclusive, na falta de outros métodos.

Quais são os pontos cardeais e colaterais

Os pontos cardeais, também chamados de pontos de referência, são os seguintes: norte (sigla N), também conhecido como boreal ou setentrional; sul (S), denominado ainda austral ou meridional; leste (E ou L), intitulado oriente, nascente ou levante; e oeste (W ou O), conhecido também como ocidente ou poente.

Já os pontos colaterais são os seguintes: nordeste (NE), entre norte e leste; sudeste (SE), entre sul e leste; noroeste (NO), entre norte e oeste; e sudoeste (SO), entre sul e oeste. Há também os subcolaterais, os quais estão localizados no intervalo de um ponto cardeal e um colateral, somando ao total oito pontos. São eles: norte-nordeste (NNE); norte-noroeste (NNO); leste-nordeste (ENE); leste-sudeste (ESE); sul-sudeste (SSE); sul-sudoeste (SSO); oeste-sudoeste (OSO); e oeste-noroeste (ONO).

O que é a rosa dos ventos?

Além de conhecer os pontos cardeais e colaterais, você deve saber o que é a rosa dos ventos, também denominada rosa dos rumos e rosa-náutica. Trata-se do nome da simbologia (desenho) criada a fim de inserir todos os pontos apresentados (cardeais, colaterais e subcolaterais). Dessa forma, é possível entender melhor como se orientar por meio deles. Esse instrumento normalmente está presente nas bússolas.

Essa imagem que representa os quatro sentidos fundamentais e seus intermediários corresponde à volta completa do horizonte. O aparecimento da rosa dos ventos ocorreu graças à necessidade de indicar exatamente um sentido que nem mesmo os pontos intermediários são capazes de determinar. Isso porque um mínimo desvio inicial torna-se cada vez maior, à medida que a distância aumenta.

Além disso, todos os pontos na linha do horizonte praticamente podem ser localizados com exatidão. Cada quadrante da rosa dos rumos corresponde a 90º. Assim, tem-se o norte a 0º; o leste a 90º; o sul a 180º, o oeste a 270º, e novamente o norte a 360º. Mesmo que os pontos cardeais sejam de grande importância para a navegação, é preciso que se façam cálculos variados e mudanças de rumos na medida em que um navio avança ao seu destino, por exemplo.

Com exceção dos pontos cardeais norte e sul, sobre o meridiano, ou leste e oeste, sobre o Equador, para seguir qualquer direção, é necessário que os navegantes percorram uma linha cardeal que somente faz ângulos constantes com os meridianos.

Como se localizar usando os pontos cardeais

Os pontos cardeais são as referências existentes de orientação no espaço terrestre, os quais estão associados à posição solar. Como o sol aparece todas as manhãs, aproximadamente no mesmo lado do horizonte, e se põe ao entardecer, no lado oposto, torna-se viável utilizá-lo como referência de localização.

No entanto, existe uma margem de erro nesse sistema, uma vez que, durante o ano, o sol nasce em pontos distintos e, por isso, nem sempre vai nascer no leste com exatidão. De qualquer forma, para um indivíduo se localizar a partir dos pontos cardeais de dia, basta esticar o braço direito para a direção em que o sol nasce (nascente). Com isso, a pessoa encontra o ponto leste. Em seguida, o braço esquerdo deve ser esticado para a outra direção, oposta, que será o oeste (poente). O norte estará à frente e o sul estará atrás. Assim temos, então:

  • Leste – o lado onde o sol surge de manhã;
  • Oeste – o lado onde o sol desaparece no fim do dia;
  • Norte – o lado que fica a frente ao se estender o braço direito na direção em que o sol nasce;
  • Sul – o lado que fica nas costas ao se estender o braço direito na direção em que o sol nasce.

A partir das informações sobre os pontos cardeais e colaterais, a identificação de sua localização será bem mais fácil.