Sintomas da Gastrite – Veja as Causas e o Tratamento

Gastrite é um tipo de inflamação que perturba pessoas de todas as idades. Proveniente das mais variadas causas, uma simples refeição pode desencadear dores muito fortes. Até mesmo crianças podem sofrer com esse mal, por isso é fundamental estar atento aos sintomas da gastrite para evitar aumentar ainda mais o desconforto.

Saiba a seguir quais são os sintomas da gastrite mais comuns:

  • Perda de apetite;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Dor de cabeça;
  • Indigestão;
  • Gases;
  • Arrotos;
  • Dor na parte superior da barriga ou do abdômen;

Porém, em casos mais graves, quando o paciente está sofrendo com sangramento na parede do estômago, os sintomas da gastrite podem incluir ainda Fezes escuras e até mesmo vômito com sangue (em tom escurecido que lembra a borra do café).

O mais comum é que os sintomas apareçam depois das refeições e, conforme o nível do problema, pode ter duração de horas, mesmo que o paciente ingira algum remédio, como os antiácidos. Aliás, esse tipo de medicamento pode até piorar os Sintomas da Gastrite.

Existem diferentes tipos de gastrite, como a crônica, aguda, nervosa e outras, sendo que os sintomas são bastante semelhantes. No entanto, o paciente com a gastrite nervosa, por exemplo, vai ter as crises, principalmente, em momentos de ansiedade e estresse.

Causas da Gastrite

A gastrite é uma condição do estômago que ocorre quando o seu revestimento sofre uma inflamação ou fica inchado. Essa situação é desencadeada por uma série de fatores. Veja quais são as principais causas da gastrite:

  • Infecção bacteriana: muitas pessoas que têm gastrite foram infectadas com a bactéria Helicobacter pylori, que pode romper a barreira de proteção do estômago, provocando alterações no seu revestimento, as quais vão promover os Sintomas da Gastrite.
  • Anti-inflamatórios: o uso constante desses tipos de remédios podem ser a causa da gastrite, uma vez que são esteroides, a exemplo da aspirina, que reduzem a produção de uma substância que é fundamental para preservar o revestimento do estômago.
  • Refluxo biliar: quando a pessoa sofre desse problema, é comum que a bile (que ajuda na digestão e fica na vesícula biliar) reflua para o estômago, causando uma inflamação. Isso porque a válvula pilórica que evita esse refluxo não está funcionando, desencadeando a gastrite crônica.

Quando isso ocorre, o próprio organismo pode atacar as células do estômago, causando a gastrite autoimune. Pessoas com deficiências imunológicos, como doença de Hashimoto, de Addison e diabetes tipo 1, estão mais propensas, bem quem tem carência de vitamina B12.

  • Álcool: pessoas que exageram no consumo de álcool tendem a ficar com a mucosa gástrica irritada, deixando o estômago mais vulnerável aos sucos gástricos, provocando a gastrite aguda.
  • Estresse: é o principal motivo do aparecimento de gastrite nervosa no indivíduo, pois estresse de grande porte pode causar transtornos na digestão, podendo ainda resultar em uma gastrite aguda.
  • Envelhecimento: o simples fato de envelhecer pode ser uma das causas, já que com o passar dos anos, o revestimento interno do estômago tende a afinar, podendo causar a chamada gastrite atrófica. Além disso, idosos são mais propensos à infecção com a bactéria H. pylori e ter doenças autoimunes.

Pessoas com AIDS/HIV, doença de Crohn, infecções parasitárias, algumas doenças do tecido conectivo, insuficiência renal ou hepática estão também propensas a desenvolver algum tipo de gastrite. O mesmo ocorre com quem abusa da cocaína, fuma, tem má alimentação e se ingeriu venenos ou outras substâncias corrosivas ou que queimam.

Infecção por vírus, como citomegalovírus, e vírus do herpes, em pessoas com sistema imunológico fraco, ou que tiveram um trauma ou uma doença grave e súbita também estão mais propícias a ter gastrite.

Tratamento da gastrite

O tratamento da gastrite deve ser indicado por um médico especialista, que vai avaliar qual a causa da gastrite. Pode ser receitado protetor gástrico e/ou antibióticos. Independente da medicação é imprescindível que o paciente cuide na alimentação. O melhor é que ele comece evitando vegetais crus e muito fibrosos, condimentos, molhos, alimentos ácidos, gordurosos, picantes e que fermentam no estômago, como pães e bolos.

Alimentos e Remédios

Os alimentos cozidos e grelhados são mais indicados a quem tem gastrite, pois assim eles são mais facilmente digeridos. Uma alimentação saudável é muito importante, além de evitar deixar o estômago vazio, pois na hora da fome ele pode começar a doer.

Você pode preparar um suco de batata crua, que é indicado como remédio caseiro para curar a gastrite. Rale uma batata e a esprema (ou use a centrífuga), para que saia o seu suco e você possa bebê-lo, em seguida, sempre de manhã.

Esse suco faz efeito quando a causa da gastrite é a H. Pylori. Aconselha-se ainda que todos que moram na mesma casa bebam o suco, pois esse problema se transmite pelo beijo e mesmo pela partilha de objetos, como talheres e copos.