Sintomas de Virose – Principais Sintomas e Causas

É bem provável que você já tenha sido vítima de uma virose, pois elas são bem comuns. Podemos classificar como viroses todas as doenças causadas por vírus, mas que, no entanto, a medicina ainda não consegue identificar qual o agente infecioso responsável pelo mal. A forma de identificar que você adquiriu algum desses tantos males é através da observação dos sintomas de virose.

Sabe-se que existem dois vírus que são os principais responsáveis por muitas viroses. São eles o norovírus, que acomete pessoas de todas as idades e que mais normalmente contamina pessoas que estão em viagens, e o rotavírus, que já pode ser combatido através de vacina que é ministrada em crianças por meio de duas doses: aos 2 e aos 4 meses de idade.

Além disso, no verão, as viroses mais frequentes são as chamadas gastrointestinais, afetando o trato digestivo, causando diarreia e enjoo. O rotavírus é uma delas, que por estar muito disseminada é facilmente transmitida. Outro exemplo é o norovírus, que provoca surtos de gastroenterite. Ele é mais comum quando toda a família viaja e volta com diarreia.

Caso se descubra qual é o vírus responsável pela doença, então, se usa a denominação adequada e não mais o título de virose.

Principais sintomas de virose

Quando se trata de uma virose gastrointestinal, os sintomas são bem semelhantes. Eles costumam durar de três a cinco dias e os sintomas comuns são os seguintes:

  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Dores no corpo;
  • Dores abdominais;
  • Falta de apetite;
  • Dor muscular;
  • Cansaço físico;
  • Febre.

Causas de Virose

Ninguém está livre de ser contaminado com uma virose. Pessoas de qualquer idade possuem a mesma propensão, porém, como ocorrem com muitas doenças, pessoas que estejam com a imunidade debilitada podem estar mais suscetíveis a contrair uma doença por meio de vírus.

Além disso, entrar em contato com pessoas contaminadas, inclusive, com as suas secreções é uma forma de se contaminar também. Outro motivo pelo qual as viroses são comuns é que elas estão presentes em todas as épocas do ano. No inverno, elas se espalham mais facilmente pelo ar e em locais fechados a contaminação é mais propícia.

Já o vírus pode estar presente em águas contaminadas, tanto que são ingeridas, como as que estão presentes em piscinas e mesmo no mar ou em lagoas. Nesse caso, a contaminação se deve à pessoa contaminada que evacuou no local e por causa de outras pessoas que engoliram um pouco de água. Nesse sentido, alimentos também pode se contaminar e proliferar a virose.

Tratamentos para Virose

Os principais tratamentos para combater a virose se baseiam em repouso e hidratação. Beber água é de extrema necessidade ainda mais quando a virose é séria, pois nesse caso se o paciente tem muita diarreia e vômito, pode até mesmo ficar desidratado. A hidratação também vai melhorar a imunidade do organismo.

Quanto aos medicamentos, eles apenas amenizam os sintomas, sendo mais adequado buscar ajuda médica para combatê-los. Também é indicado o consumo de alimentos leves e de fácil digestão, bons exemplos são as frutas, legumes e verduras, que devem ser bem lavadas e as carnes magras, que precisam estar bem cozidas.

Assim, os alimentos com muitos condimentos, sal, gordura e açúcar devem ficar de fora da dieta até que o paciente se recupere bem. Outro tratamento muito eficiente que pode ser feito antes mesmo de buscar ajuda médica é o consagrado soro caseiro.

Confira a receita de soro caseiro:

Ingredientes:

  • 1 litro de água filtrada ou fervida;
  • 1 colher de sopa de açúcar;
  • 1 colher de chá de sal.

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes com uma colher.

Como beber: beba todo o soco caseiro logo após o preparo. Mesmo que seu gosto não seja muito agradável, é um remédio caseiro muito eficiente e amplamente divulgado como uma ótima forma de evitar um quadro de desidratação.

Como prevenir viroses

Existem alguns cuidados para que seja possível se prevenir de Viroses. Veja as dicas a seguir:

  • Lave sempre bem as mãos, esfregando uma na outra, em especial, antes de comer e depois de usar o banheiro. Faça o mesmo depois de pegar em dinheiro, usar o transporte público e sujar as mãos.
  • Alimente-se bem com um cardápio variado e saudável, a fim de manter o sistema imunológico forte. Consuma bebidas e alimentos que conheça a sua procedência. As embalagens você deve lavar e os legumes podem ser deixados de molho por meia hora com algumas gotas de vinagre.
  • Se não tiver água mineral, ferva a água da torneira antes de ingeri-la.